sábado, 20 de setembro de 2008

Oração do Gaúcho

Neste dia 20 de setembro - Dia do Gaúcho - queremos como juventude sonhadora e animada, acreditar e agradecer em Deus Pai Celestial, gaúcho por tradição, como diz a música Querência Amada "Deus é gaúcho, de espora e mango, foi maragato ou foi chimango...". Nós, jovens, gaúchos, honramos a tradição, e que lutemos por um mundo melhor e mais justo, tendo fé em Deus e confiança nas pessoas... Feliz Dia do Gaúcho! Que ao passar dos anos, essa linda data não seja esquecida, e que não esqueçamos nossas raizes e origens que nos dão tanto orgulho!

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e com licença do Patrão Celestial.
Vou chegando, enquanto cevo o amargo de minhas confidências, porque ao romper da madrugada e ao descambar do sol, preciso camperear por outras invernadas e repontar do Céu, a força e a coragem para o entrevero do dia que passa.
Eu bem sei que qualquer guasca, bem pilchado, de faca, rebenque e esporas, não se afirma nos arreios da vida, se não se estriba na proteção do Céu.
Ouve, Patrão Celeste, a oração que te faço ao romper da madrugada e ao descambar do sol:
"Tomara que todo o mundo seja como irmão!. Ajuda-me a perdoar as afrontas e não fazer aos outros o que não quero para mim".
Perdoa-me, Senhor, porque rengueando pelas canhadas da fraqueza humana, de quando em vez, quase se querer, em me solto porteira a fora... Êta potrilho chucro, renegado e caborteiro...mas eu te garanto, meu Senhor, quero ser bom e direito!
Ajuda-me, Virgem Maria, primeira prenda do Céu. Socorre-me, São Pedro, Capataz da Estância Gaúcha. Pra fim de conversa, vou te dizer meu Deus, mas somente pra ti, que tua vontade leve a minha de cabresto pra todo o sempre e até a querência do Céu. Amém.
"Se for preciso, eu volto a ser caudilho, por esta pampa que deixei pra trás, porque eu não quero é deixar pros meus filhos, a pampa pobre que herdei de meu pai..."

Um comentário:

Rafael José disse...

Olá, a ideologia que há por traz da expressão "Patrão Celestial" não foge totalmente do Evangelho. Patrão é alguém que manda e cobra, que oprime, e nosso Deus não tem nada disso. Nosse Deus é um Deus de amor, que caminha ao nosso lado. Mas tudo bem... temos muito que caminhar para mudar nossa compreensão sobre o tradicionalismo gaúcho...